Joom!Fish config error: Default language is inactive!
 
Please check configuration, try to use first active language

CEsA Home

SEMINÁRIOS EM ESTUDOS DE DESENVOLVIMENTO/DEVELOPMENT STUDIES SEMINARS CEsA/CSG/ISEG - Edição 2017

02 MAR, 18h | IMPACT ECONOMY: A CHALLENGE FROM PORTUGAL TO THE WORLD | Carlos Azevedo

O próximo seminário, de 02 março 2017, denominado "Impact Economy: A Challenge from Portugal to the World", contará com a presença do orador Carlos Azevedo, actualmente presidente da direcção e fundador da ESLIDER-PORTUGAL - Rede Nacional de Líderes da Sociedade Civil, membro da Direção da EUCLID-NETWORK - Rede Europeia de Líderes da Sociedade Civil e membro da Direção da Associação “Mundo a Sorrir”, que se propõe a debater os conceitos de "economia de impacto" e "empreendedorismo social" como veículos de criação de valor para a sociedade. O processo de inovação social também será discutido, bem como casos de negócios que ilustram os conceitos mencionados.

Mais sobre este seminário e inscrição AQUI.

Consultar o Programa completo AQUI.


ARTURO ESCOBAR: "A cooperação caducou” | Entrevista do Jornal Expresso ao antropólogo colombiano defensor da corrente do "buen vivir"

“Reencarnação radical ou graciosa evanescência? São estas as duas possibilidades que o antropólogo e ecologista colombino contempla para o actual modelo de cooperação para o desenvolvimento. Escobar apresentou em Lisboa a Kapuscinski Development Lecture, uma iniciativa do Centro de Estudos sobre África, Ásia e América Latina do ISEG, subordinado ao título “Desenvolvimento@70: Vida Nova ou Saída Graciosa?”. E falou dos termos fundamentais do actual debate sobre o pós-desenvolvimento, que resumiu ao Expresso da seguinte maneira: há alternativas à dependência e à desigualdade crescentes; a autonomia é possível e todos teríamos a ganhar com as alternativas ao extrativismo desenfreado das matérias-primas que devasta os recursos dos países. A América Latina leva a dianteira na proposta de Buen Vivir, a tendência alternativa à expulsão das pessoas para pessoas para longe da terra. Com influências de Foucault e Said, Escobar cita Stiglitz, Piketty e outros defensores de formas de revolta contra a globalização.[…]” (excerto do texto de Cristina Peres e foto de Tiago Miranda)

Ler na íntegra AQUI

 

2016 Global Go-To Think Tanks Index classifica o CODESRIA como o melhor Think Tank da África Subsariana

Foi recentemente lançado o 2016 Global Go-To Think Tanks Index pelo Lauder Institute da Universidade da Pensilvânia. O relatório, que avalia cerca de 7000 think tanks em todo o mundo, classifica o CODESRIA como o melhor think tank da África Subsariana. O trabalho deste Conselho no âmbito do desenvolvimento internacional e política social é assim reconhecido entre as posições 18ª e 72ª dos rankings nestas áreas a nível mundial. Tendo sido igualmente classificado em 26º a nível do desempenho na investigação multidisciplinar, além de ter sido colocado na posição 35ª no trabalho de advocacy que tem desenvolvido. É premissa futura, porém, melhorar a sua posição no ranking no que toca à área de comunicação, especificamente ao uso da Internet, com vista à ampliação da difusão da sua acção. O Conselho para o Desenvolvimento da Investigação em Ciências Sociais em África (CODESRIA) tem a sua sede em Dakar, Senegal. Foi criado em 1973 como uma organização de pesquisa pan-africana independente focalizada primeiramente na pesquisa multidisciplinar das ciências sociais em África.

Descarregar a publicação AQUI

 

“BAMBADINCA. A vila iluminada que é o retrato de um país às escuras” de Vanessa Rato e fotografia de Miguel Manso: 3ª reportagem premiada pela "Bolsa de Criação Jornalística sobre o Desenvolvimento"

“Bambadinca. A vila iluminada que é o retrato de um país às escuras” de Vanessa Rato e fotografia de Miguel Manso é a terceira reportagem premiada pela 2ª edição da Bolsa de Criação Jornalística sobre o Desenvolvimento - uma iniciativa conjunta da Associação para a Cooperação Entre os Povos - ACEP, do Centro de Estudos sobre África, Ásia e América Latina - CEsA, da Associação Coolpolitics, do Centro de Estudos Interdisciplinares do Século XX, e financiada pelo Instituto Camões e Fundação Calouste Gulbenkian - agora publicada na Notícias Magazine (11-12 fev. 2017). Esta reportagem é sobre a cidade de Bambadinca que fica na região de Bafatá, a 120 quilómetros de da capital de Bissau. Aqui, tal como em muitas outras cidades de África Ocidental, a energia eléctrica era provida por geradores alimentados a petróleo, com efeitos nefastos para o ambiente. No entanto, em Bissau, não chega a ser um problema ambiental porque apenas 5,1% das pessoas tem dinheiro para ter um gerador. As restantes ficam às escuras. «Lus bai, lus bin» é a expressão que utilizam para dizer “num momento há luz, no seguinte não”, porque quase todos os dias as lâmpadas se apagam e os frigoríficos se desligam. "A falta de acesso à electricidade atrasa o desenvolvimento", constata Luíz Vaz Martins, da Liga Guineense dos Direitos Humanos. O projecto “Bambadinca Sta Claro”, considerado um projecto pioneiro de energia limpa (2015) implementado pela Tese, uma ONGD portuguesa, e apoiado a fundo perdido por várias entidades, tornaria Bambadinca o exemplo a replicar e traria a luz que falta à Guiné-Bissau. Contudo, essa luz saiu mais cara do que se pensara…

Ler na íntegra AQUI.

 

A emergência sustentável de África em debate nas "soirées" da AFD

Les Soirées du Développement da AFD (Agence Française de Développement) debate as “Riquezas da natureza e Pobreza das Nações: o desafio de emergência sustentável em África”, no dia 23 fevereiro 2017. Tendo em conta que em 2050 África terá 2,5 bilhões de pessoas, 200 milhões a mais do que o todo do sul da Ásia, enquanto a população da China será limitada a 1,3 bilhões. E também que, um dos grandes obstáculos a sustentabilidade é que muitos países africanos estão a ser atingidos pela "maldição da mineração e das rendas do petróleo", uma partilha desigual de rendas entre os estados e operadores, corrupção e desperdício de fundos públicos, sectores estagnados, urbanização descontrolada e, muitas vezes, guerra civil, quais são as soluções?

_ler+

 

NOVO WORKING PAPER CEsA/CSG FEV 2017 | NARRATIVA EMERGENTE CONTRA A INDÚSTRIA EXTRACTIVA EM TETE: renegociando instituições através de protestos populares?, de Andes CHIVANGUE

O WP 150, da autoria de Andes CHIVANGUE, discute a interacção de cinco variáveis fundamentais, nomeadamente protestos populares, responsabilidade social empresarial (RSE), arranjos institucionais, desenvolvimento local e inclusão social. Esta análise foi desenvolvida com recurso ao Structural Equation Modeling (SEM), concretamente na modalidade da Análise Factorial Confirmatória (AFC). Os resultados mostram forte relação de causalidade entre protestos populares e arranjos institucionais. Contudo, os reajustamentos dos dispositivos legais do sector mineiro não se têm traduzido na melhoria das condições de vida das famílias afectadas pela actividade mineira em Tete.

Aceder ao WP AQUI.

 

Publicação em destaque: BUILDING STATE CAPABILITY: EVIDENCE, ANALYSIS, ACTION, da Oxford University Press

Os governos desempenham um papel importante no processo de desenvolvimento, dependendo destes a formulação de reformas e políticas em prol dos objectivos do desenvolvimento. No entanto, vem-se constatando que, muitas dessas intervenções têm um impacto limitado, não chegando à implementação. O que constitui uma deficiência no processo de construção da capacidade do Estado. Este livro aborda precisamente estas deficiências, provendo o leitor (a) de informação prática sobre o processo a utilizar na capacitação dos governos a encontrarem e a adequarem soluções para cada contexto, o chamado PDIA (Problem Driven Iterative Adaptation).

Descarregue o livro AQUI.

 

 

Bolsas/Oportunidades

Encontra-se aberto o período de candidatura às bolsas de mobilidade Marie Skłodowska-Curie Actions (MSCA), especificamente nas modalidades "Research and Innovation Staff Exchange (RISE)", "COFUND" e "Individual Fellowships". Estas bolsas apoiam investigadores (as) em diferentes estádios da sua carreira, universidades, instituições de investigação, empresas (PME's e indústria) e outros players socio-económicos de todos os países previstos.

 

_ler +

 

Estão abertas as candidaturas para a bolsa Erasmus Mundus EUROINKA na América do Sul. A bolsa é dirigida a estudantes de licenciatura da América Latina ou Europa que desejem solicitar um intercâmbio para os seguintes destinos: Argentina, Bolívia, Brasil, Colômbia, Equador, México, Paraguai e Peru. O prazo de candidatura termina a 28 de Fevereiro de 2017.

 

_ler +

 

A Independent Social Research Foundation apoia investigadores (as) independentes nas suas pesquisas/estudos que criem soluções inovadoras para os problemas sociais que se colocam. O prazo de candidatura termina a 3 de Março de 2017.

 

_ler +

 

Calls for papers/Conferências

[Esta secção disponibiliza periodicamente calls for papers e conferências nos domínios do Estudos de Desenvolvimento e Cooperação, Multilateralismo, Estudos Coloniais e pós-Coloniais, Lusofonia e Estudos Africanos]

 

EAST ASIAN ECONOMIC REVIEW (EAER) – Call for papers

East Asian Economic Review está a receber propostas de artigos para o seu próximo volume, nas temáticas: comércio e investimento; integração económica; finança internacional; cooperação monetária internacional; cooperação económica bilateral e multilateral em países do leste asiático; e, cooperação económica internacional para a unificação da Coreia.

 

Conferência Internacional José Capela e a história de Moçambique

De 29 a 30 de Maio 2017, decorre na Faculdade de Letras da Universidade do Porto a Conferência Internacional evocativa a "José Capela e a história de Moçambique – 45 anos depois de O vinho para o preto". O prazo para a submissão de resumos decorre até 15 de Março de 2017.

 

Conférence internationale sur les migrations et le développement

De 29-30 de Junho de 2017 realiza-se a Conférence internationale sur les migrations et le développement,em Cerdi, Clermont-Ferrand.

 

11th Annual Meeting of the Portuguese Economic Journal

O Centro de Estudos Transdisciplinares para o Desenvolvimento (CETRAD) da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) organizam a 11th Annual Meeting of the Portuguese Economic Journal de 7 a 9 de Julho de 2017. A chamada para participação encontra-se aberta até 15 Março de 2017.

 

chamada para comunicações: Congresso Cartógrafo de Memórias: a poética de João Paulo Borges Coelho

De 13 a 14 de Julho de 2017 realiza-se o Congresso "Cartógrafo de Memórias: a poética de João Paulo Borges Coelho” na Universidade de Lisboa. A submissão de resumos decorre até 28 de Fevereiro de 2017.

 

Revista Mulemba - Call for papers

A revista Mulemba selecciona artigos para sua edição 16.1 com o tema "Passados antecipados, futuros empoeirados: os caminhos da ficção de João Paulo Borges Coelho". Chamada para publicação até 31 de Janeiro de 2018.

 

II Congresso Internacional de Estudos sobre África e Brasil: culturas híbridas, identidades plurais

O Núcleo de Estudos sobre África e Brasil (NEAB), da Universidade de Pernambuco, organiza de 18 a 21 de Setembro de 2017 o II Congresso Internacional de “Estudos sobre África e Brasil: culturas híbridas, identidades plurais”. A sugestão para os GTs deve ser feita até 30 de Janeiro e a inscrição de trabalhos até 21 de Maio de 2017.

 

++ calls/conferências

 

 

 

KDL Edição 2016@CEsA/ISEG | assista ao live streaming e consulte aos materiais disponíveis AQUI.

 

RePEc IDEAS - Research Papers in Economics é uma base de dados bibliográfica de abrangência internacional e de acesso aberto que agrega uma vasta colecção de publicações das áreas de Ciências Sociais, Economia e Estudos de Desenvolvimento. Para mais informações sobre submissão de artigos os (as) membros devem contactar o secretariado.

 

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.