Joom!Fish config error: Default language is inactive!
 
Please check configuration, try to use first active language

CEsA Home

Projecto "AFRO-PORT" presente na conferência de Achille Mabembe "Para um Mundo sem Fronteiras"

O projecto “AFRO-PORT. Afrodescendência em Portugal: sociabilidades, representações e dinâmicas sociopolíticas e culturais. Um estudo na Área Metropolitana de Lisboa”, coordenado pela nossa investigadora Iolanda Évora e por Inocência Mata, marcou presença ontem (9-10-2018) na conferência promovida pela Culturgest "Para um Mundo sem Fronteiras", com Achille Mbembe que discursou sobre o mundo contemporâneo, a constante aceleração, a captura da razão pelo algoritmo, a problemática da mobilidade e das fronteiras, África e seus lideres, a liberdade de circulação e a 'posse' e distribuição do planeta terra. Foi um discurso lúcido e esclarecedor do historiador, teórico político e filósofo dos Camarões. Achille Mbembe é uma referência incontornável dos Estudos de Desenvolvimento, é membro da Academia Americana de Artes e Ciências e dirigiu o Council for the Development of Social Science Research in Africa, em Dakar (Senegal). Nesta cidade cocriou, em 2016, Les Ateliers de la Pensée, um espaço de debate vital e de encontro entre pensadores, académicos e artistas, do continente africano e suas diásporas.

 

Quais as chances de alguém que nasceu num meio pobre em ascender socialmente? - As conclusões do relatório do Banco Mundial "Fair Progress? Economic Mobility across Generations Around the World"

De acordo com as conclusões do relatório do Banco Mundial "Fair Progress? Economic Mobility across Generations Around the World" a mobilidade estagnou nos últimos anos em algumas partes do mundo, com as perspectivas das pessoas ainda muito ligadas ao status social de seus pais, em vez de aproveitar todo o seu potencial. Os países em desenvolvimento são responsáveis por 46 das 50 economias com baixa mobilidade económica, social e educacional. África e o sul da Ásia, são das regiões com a maioria das pessoas mais pobres do mundo e que apresentam a menor mobilidade média. O  relatório sugere que à medida que as economias se desenvolvem, é provável que a mobilidade aumente se as oportunidades se tornarem mais iguais, o que normalmente requer maiores investimentos públicos e melhores políticas..

_descarregar

 

NOVO WORKING-PAPER CEsA/CSG 2018 | Beyond Aid: How Trade Interests Trumps EU-Asean Development Cooperation, da autoria de Luís MAH

O WP 169, de autoria de Luís Mah, analisa criticamente um dos princípios fundamentais e prioridades políticas da Agenda da UE para a Mudança, adoptada em 2011, que é a diferenciação que manifesta a intenção da UE de fornecer cada vez mais ajuda apenas aos países de baixos rendimentos (PBR). Argumenta que as relações da UE com a ASEAN sempre foram diferenciadas de outros países em desenvolvimento, uma vez que foram subordinadas a interesses comerciais e não a objectivos de desenvolvimento.

_descarregar

 

 

 

Chamada para painéis para da ECAS 2019: Conferência Europeia em Estudos Africanos


Aberta a chamada para painéis para a Conferência Europeia em Estudos Africanos, nesta 8ª edição dedicada ao tema: "África: Conexões e Disrupções". A ECAS 2019 terá lugar na cidade de Edimburgo, em 12-14 de junho 2019, com organização pelo Centro de Estudos Africanos da Universidade de Edimburgo. O período de submissões está a decorrer até 14 de novembro de 2018.

_ler+

 

11-12 OUT 2018, ISEG | Workshop Doutoral em Estudos de Desenvolvimento


Nos dias 11 e 12 de outubro 2018, tem lugar no ISEG – Lisbon School of Economics and Management (Anfiteatro 1, Quelhas, nº6, Lisboa) o Workshop Doutoral em Estudos de Desenvolvimento. São sete sessões distribuídas por dois dias. O programa do dia 11 inicia às 14h15 com uma sessão de apresentação, que estará a cargo dos professores José António Pereirinha (coordenador do programa doutoral em Estudos de Desenvolvimento do ISEG 2016-17) e Francisco Louçã (coordenador do programa doutoral em Estudos de Desenvolvimento do ISEG 2018-19).

_programa

 

Projecto índice de resiliência das famílias na Guiné-Bissau inicia a sua primeira fase de implementação


Teve início em setembro a primeira fase do trabalho de campo do projecto "Enquêtes sociologiques de terrain sur la perception du risque et la résilience des ménages en Guinée-Bissau", financiado pela Comissão Europeia e coordenado por Carlos Sangreman. Nesta primeira fase, serão inquiridas 36 famílias. Em janeiro de 2019, será iniciada a segunda fase desta recolha junto de 180 famílias guineenses. O objectivo do projecto é a realização de uma pesquisa sociológica em dois passos às famílias da Guiné-Bissau, para a construção de um Índice de resiliência. Esta pesquisa será realizada em todo o país e irá centrar-se principalmente nas famílias mais pobres da sociedade, além de integrar representantes da "classe média" para permitir comparações. 

_ler+

 

Entrevista sobre o recém lançado livro sobre a guerra civil em Moçambique (1976-1992) no blogue Libération

O blogue "Libération" publica entrevista do recentemente lançado livro "The War Within (African Edition). New Perspectives on the Civil War in Mozambique, 1976-1992", editado por Eric Morier-Genoud, Michel Cahen e Domingos do Rosário. Este livro reflecte uma análise sobre a guerra pós-colonial em Moçambique, contribuindo para o debate sobre o conflito, o processo de paz, o desenvolvimento e o nacionalismo, e oferecendo perspectivas sobre a política contemporânea e os conflitos actuais.
Eric Morier-Genoud é professor de História Africana na Queen's University Belfast; Domingos Manuel do Rosário é professor de Sociologia Eleitoral e Governança Eleitoral da Universidade Eduardo Mondlane, Maputo, Moçambique; Michel Cahen é nosso investigador e investigador do Centre National de la Recherche Scientifique (CNRS) na Bordeaux Political Studies Institute e na Casa de Velázquez em Madrid.

_ler+

 

Portugal sobe de posição para 41º no ranking de desenvolvimento humano da ONU


No Índice do Desenvolvimento Humano (IDH),  elaborado Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e lançado passado dia 14 de setembro, Portugal sobe uma posição passando para 41º lugar, mantendo-se na base do grupo dos países com o índice mais elevado. Embora Portugal tenha ascendido uma posição, segundo este relatório, mantém-se abaixo de metade da tabela dos 58 países e territórios considerados com nível de desenvolvimento humano "muito alto". Com um IDH de 0,847 valores, Portugal só ultrapassou em 2017, no espaço da UE, a Hungria, a Croácia, a Bulgária e a Roménia, igualando o 'ranking' da Letónia. De entre os países africanos de expressão lusófona, Cabo-Verde aparece como melhor posicionado (125), seguido de São Tomé e Príncipe (143), Angola (147), Guiné-Bissau (175) e no final Moçambique (180), distando este do último país da lista (Nigéria) apenas oito posições. 

Descarregar o relatório

 

Call for papers para o _in progress 3: Seminário Internacional sobre Ciências Sociais e Desenvolvimento em África

Realiza-se nos dias 15 e 16 de novembro de 2018 o 3º In Progress, dedicado ao tema ciências sociais e desenvolvimento em África. Este seminário convida especificamente estudantes de mestrado e doutoramento da área de estudos africanos, estudos de desenvolvimento, e áreas conexas, a apresentarem propostas de comunicações até 20 de outubro de 2018, nas áreas temáticas definidas. É organizado pelas professoras Iolanda Évora (CEsA, ISEG-ULisboa) e Sónia Frias (CEsA, ISCSP-ULisboa). Da comissão científica constam as organizadoras e os professores dos cursos de mestrado em Desenvolvimento e Cooperação Internacional, e do doutoramento em Estudos de Desenvolvimento do ISEG, respectivamente João Estêvão e Alexandre Abreu.

_ler+

 

Exposição "A Língua Portuguesa em Nós" no MAAT


(Crédito foto: Sérgio Guerra)
"A Língua Portuguesa em Nós é uma exposição itinerante do Museu da Língua Portuguesa, em São Paulo, que chega a Lisboa depois de já ter sido exibida em Cabo Verde, Angola, Moçambique e Brasil. Com consultoria de José Miguel Wisnik - músico, compositor e ensaísta brasileiro - a exposição propõe um passeio pela presença da língua portuguesa no mundo, falada actualmente por cerca de 260 milhões de pessoas nos cinco continentes. A exposição acompanha a expansão do idioma a partir dos roteiros da navegação portuguesa e aborda, a forma como a língua coexistiu e evoluiu com outros idiomas, as suas relações com a cultura, a sua presença nos ritmos, na literatura, na gastronomia". Estará patente no MAAT de 6 a 21 de outubro. 

Fonte da notícia

Artista de Gaza transforma estilhaços de guerra em micro-arte para espalhar a sua mensagem de paz ao mundo


O artista palestiniano Majdi Abu Taqqeyeh usa detritos da guerra para criar as suas instalações em miniatura. Começou a usar estilhaços, vasilhas vazias de gás lacrimogéneo e até mesmo balas recuperadas para criar figuras detalhadas e instalações de arte em miniatura no centro de Gaza. Segundo Abu Taqqeyeh, isto é uma forma de espalhar a sua mensagem de paz para o mundo, tal qual o faz um jornalista.  

Visionar

 

 

 

 

 

 

 

 

Clip media

 

Brazilian Democracy on the Brink
(Project Syndicate, 5-10-2018)

 

O próximo Programa Estratégico de Cooperação português com Timor-Leste deverá ultrapassar os 42 milhões de euros e continuará a incidir predominantemente no setor educativo
(Observador, 9-10-2018)

 

“Estamos contra”. Academia Angolana de Letras contra ratificação do Acordo Ortográfico
(Jornal Económico, 10-10-2018)

 

Nadia Murad tiene una misión
(El País, 5-10-2018)

 

Mukwege: el disidente que decidió rechazar la violencia. El ginecólogo congoleño ha sido galardonado junto a la yazidí Nadia Murad con el Nobel de la Paz 2018
(El País, 5-10-2018)

 

"Mais democracia na economia", de Alexandre Abreu
(Expresso, 4-10-2018)

 

Portugal está em 10º lugar no ranking das democracias mundiais
(Público, 11-09-2018)

 

"Conhecemos esta história", de Alexandre Abreu
(Expresso, 6-09-2018)


Oportunidades/Bolsas

CEsA abre bolsa de Mestre no âmbito do projecto "Afrodescendência em Portugal: sociabilidades, representações e dinâmicas sociopolíticas e culturais. Um estudo na Área Metropolitana de Lisboa” (PTDC/SOC-ANT/30651/2017).
Candidatura a terminar a 22 de outubro de 2018.
_edital

 

CEsA abre bolsa de Pós-Doutoramento no âmbito do projecto "Afrodescendência em Portugal: sociabilidades, representações e dinâmicas sociopolíticas e culturais. Um estudo na Área Metropolitana de Lisboa” (PTDC/SOC-ANT/30651/2017).
Candidatura a terminar a 22 de outubro de 2018.
_edital

 

 

Bolsas doutorais Casa de Velázquez 2019 para estudantes da Península Ibérica.
Candidaturas a terminar a 5 de outubro de 2018.
_ler+

 

Bolsa de ensino superior para alunos carenciados.
Candidaturas a terminar a 3 de outubro de 2018.
_ler+

 

CEsA abre  concurso para recrutamento de uma/a investigador/a doutorado/a na área de Estudos Culturais (refª CEsA/PC1/2018 - Art. 23, DL57/2016).

_edital

 

Bolsas de Excelência da Confederação Suíça 2019-2020 para estudantes portugueses. Candidaturas até 4 de novembro.

_ler+


 

A FLAD anuncia Concurso 2019 “Bolsas Papers@USA” para investigadores apresentarem comunicações nos EUA. Os prazos são vários conforme o período.

_ler+

 

Programa Internacional de Bolsas Ibero-americanas: Santander Portugal. O prazo decorre até 15 de dezembro de 2018.

_ler+

 


Conferências- Call for papers


IV Cham International Conference: Innovation, Invention and Memory in Africa - Call for papers
O período de submissão decorre até 16 de outubro 2018.

A revista Estudos Ibero-Americanos lança chamada para o dossier: “Memórias da violência colonial: Reconhecimentos do passado e lutas pelo futuro” - Call for papers
O período de submissão decorre até 31 de outubro 2018.

2nd International Conference on Activisms in Africa, Guiné-Bissau  - Call for papers
O período de submissão decorre até 15 de novembro 2018.

18th International Economic Forum on Africa, Paris, 31 outubro 2018
Período de registo a decorrer. 

Revista Extraprensa: "Produção, circulação e fruição de bens culturais na América Latina" - Call for papers
O período de submissão decorre até 10 de outubro de 2018.

VIII Conferência Internacional RIBEI: Há Lugar para o Espaço Ibero-Americano?
O período de submissão decorre até 8 de outubro de 2018.

II Congresso Internacional "Diálogos Interculturais Portugal-China" - Call for papers
O período de submissão decorre até 31 de dezembro de 2018.

 

Expanding the Frame: Ethnographic Film and its Others. Exploring the relationships w/ fellow travellers, including: indigenous, diasporic, intercultural, African/black cinemas and experimental/art film - Call for papers
O período de submissão decorre até 15 de novembro de 2018.

 

8th International "Language in the Media - Mediatising Resistence" - Call for papers
O período de submissão decorre até 10 de outubro de 2018.

 

"Mundo Crítico: Revista de Desenvolvimento e Cooperação" está a aceitar artigos para o seu Nº 3, com o tema “Presente e Futuro da Cooperação para o Desenvolvimento” - Chamada para artigos
O período de submissões decorre até 30 de outubro de 2018.

 

Revista ex aequo "Mulheres na imprensa colonial: discursos e representações" - Chamada para artigos
O período de submissões decorre até 30 de novembro de 2018.

International Convention of Asia Scholars - Call for papers
O período de submissões decorre até 10 de outubro de 2018.

 

arquivo

 


WP CEsA/CSG/ISEG

Chamada para publicação aberta em permanência. Consulte aqui as normas de submissão.

 

 



Conheça a nossa Política de Privacidade

 

 

 

 

 

 

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional