Joom!Fish config error: Default language is inactive!
 
Please check configuration, try to use first active language

CEsA Abraço – Associação de Apoio a Pessoas com VIH/SIDA | Glossary

There are 300 entries in this glossary. new entry
All a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z
entry
article
key words: sensibilização, prevenção, VIH/SIDA

A Abraço foi constituída em Junho de 1992, formalizando e dando continuidade ao trabalho de um pequeno número de voluntários que, desde Dezembro de 1991, prestava apoio psicológico, social e material a seropositivos internados na Unidade de Doenças Infecciosas e Parasitárias do Hospital Egas Moniz. É reconhecida como uma instituição particular de solidariedade social e ONGD sem fins lucrativos de prestação de serviços na área do VIH/SIDA. A Abraço tem sede em Lisboa, dispondo de três centros de trabalho na área da Grande Lisboa, um no Porto (1994), um no Funchal (1995) e um em Setúbal (2001).

O objectivo central da instituição é o de apoiar pessoas infectadas pelo VIH/SIDA, através de acompanhamento psicossocial e do combate à exclusão social, familiar e profissional, focando também nas vertentes preventiva e informativa. Além do apoio a pessoas seropositivas, a Associação dá formação e auxílio a trabalhadores e técnicos de saúde envolvidos com o VIH, e promove campanhas de prevenção da infecção, dirigida à população em geral e, em especial, aos jovens, utilizadores de droga, trabalhadores do sexo, mulheres, gays, transgéneros e reclusos. A luta contra o estigma e a discriminação, e a defesa dos direitos das pessoas infectadas são outras das bandeiras da Abraço.

PROJECTOS

Ao longo das últimas duas décadas, a Abraço tem desenvolvido projectos de intervenção e de apoio à comunidade seropositiva portuguesa como, por exemplo, o CAAP – Centro de Apoio e Acompanhamento Psicossocial: um projecto de apoio social de emergência, destinado a dar resposta a situações de seropositivos sem-abrigo que não possam aceder em tempo real às respostas institucionais.

Criado em 1996, o Centro de Apoio Domiciliário José Luís Campalimaud já apoiou cerca de 190 doentes, fornecendo apoio domiciliário a indivíduos ou famílias que não possam assegurar a satisfação das suas necessidades. Na mesma linha, foram disponibilizados dois apartamentos na Ameixoeira para acolhimento de famílias monoparentais em situação de emergência social, por um período máximo de seis meses.

No que diz respeito às crianças, foi criado, na Madeira, o programa “Casa Ser Criança”, direccionado a crianças e jovens afectados directa ou indirectamente pelo problema VIH/SIDA. No âmbito deste projecto, há cinco apartamentos para crianças acompanhadas por um familiar ou uma ama. Criada em 2000, a Linha Abraço é uma das iniciativas mais visíveis da instituição, sendo uma linha telefónica de apoio e informação directa sobre o VIH/SIDA, mantida por uma equipa de atendimento com formação sobre a doença. Existe também o projecto de Prevenção Nacional a nível de instituições escolares, cuja acção é bastante solicitada, por ir de encontro ao currículo nacional de educação sexual.

No que diz respeito à saúde, está em curso desde o início de 2010 um projecto inovador, intitulado “Movimento Saúde” (a decorrer na Delegação Norte da Abraço) que visa aumentar a qualidade de vida dos doentes seropositivos, aliando o incentivo à prática de exercício físico com cumprimento de uma dieta nutricional, numa época em que a terapia anti-retroviral proporciona maior sobrevida e sobretudo melhor qualidade de vida.

Ainda na área da saúde, o Centro Médico-Dentário, que funciona desde 2006, é um projecto-piloto em Portugal e na Europa, que visa melhorar as condições de saúde oral das pessoas infectadas e expandir o conhecimento científico nesta área. Além de diversos artigos/apresentações em revistas/eventos internacionais, este projecto já providenciou aos seus utentes cerca de 8500 consultas. Existe também a valência, denominada Unidade Residencial, integrada na Delegação Norte da Abraço, com capacidade para acolher 8 pessoas, como alternativa ao internamento hospitalar, reduzindo os problemas constantes de falta de vagas. Até ao final de 2010, o projecto “Passo a Passo” está em funcionamento na Delegação Norte para a reinserção de toxicodependentes nas Freguesias de Afurada e Santa Marinha, alargado ao Concelho de Vila Nova de Gaia.

Dirigido à comunidade científica, na especialidade, e utentes, família e sociedade, em geral, a Abraço mantém um boletim informativo bimestral que é já um documento de referência para o apoio a pessoas seropositivas, doentes de SIDA e pessoas afectadas directa ou indirectamente pela doença. Os principais financiadores da Abraço são o Ministério da Saúde, a Segurança Social, o Instituto das Drogas e Toxicodependência, a Coordenação Nacional de Luta Contra a Sida e várias empresas e particulares. A organização disponibiliza para consulta online os relatórios de actividades e contas, bem como o seus planos de actividades e orçamentos.

CONTACTOS

Largo José Luís Champalimaud, n.º 4 A

1600-110 Lisboa

Telefone: (+351) 217 997 500

Fax: (+351) 21 799 75 09 / 21 799 75 99

Email: geral@abraco.pt

Site: www.abraco.pt

BIBLIOGRAFIA
  1. Zink, R. e Gonçalves, A. J. (2008), VIH, o Bicho da SIDA, Abraço

  2. Crónica de um Vírus, Aparecimento e Evolução do VIH/SIDA 1930-2010, Dezembro 20210

regulamento