Routledge Handbook of Africa–Asia Relations (2017), editado por Pedro Amakasu Raposo, David Arase e Scarlett Cornelissen

Saiu o Routledge Handbook of Africa–Asia Relations (2017), editado por Pedro Amakasu Raposo, professor Estudos de Desenvolvimento (vertente de estudos asiáticos) do ISEG e investigador do CEsA/CSG, David Arase, Professor de Política Internacional na John Hopkins – School of Advanced International Studies e Scarlett Cornelissen, professora no departamento de Ciência Política, da Stellenbosch University, África do Sul. Constitui este o primeiro manual designado a estudar as interacções entre países de África e da Ásia de forma multidisciplinar e abrangente.

_as versões digital e impressa da publicação podem ser adquiridas aqui.

 

Disponível o nº 26 da Africana Studia, dedicado às "Lutas das Mulheres no Cinema de África e Médio Oriente”

Este número de Africana Studia apresenta artigos que se enquadram no Colóquio Internacional “As Lutas das Mulheres no cinema de África e Médio Oriente”, organizado pelo Centro de Estudos Africanos da Universidade do Porto, que decorreu entre 12 e 13 de maio de 2016 na FLUP. A publicação aborda o cinema de África e do Médio Oriente como uma área ainda pouco trilhada no campo da investigação, e reflecte dois pontos essenciais do colóquio: as histórias de colonização devastadoras cuja produção cinematográfica permanece pouco conhecida e uma presença feminina na realização ainda na retaguarda de uma arte com profundo impacto nas sociedades.

_ler+

 

16-17 NOV 2017 | International Conference "Black Studies in Europe: A Transnational Dialogue", Brussels, Belgium - Registration open!

A 16 e 17 de novembro de 2017, tem lugar, em Bruxelas, Bélgica, a Conferência Black Studies in Europe: A Transnational Dialogue. Esta conferência visa questionar o campo emergente e desenvolver o estado da arte dos Black Studies na Europa, colocando em diálogo estudos e pesquisas desenvolvidas em vários países europeus. Questões como quando e como surgiram os Black Studies na Europa? que conceitos e teorias estão a ser usados e/ou desenvolvidos? como estão a ser desenvolvidas as redes académicas transnacionais? como se estão a enquadrar os Black Studies nas agendas de investigação? como se relacionam estas agendas com os outros campos de estudo: estudos de diáspora africana, estudos africanos, estudos pós-coloniais e estudos sobre migrações?, etc. serão o ponto de partida para o debate. A conferência engloba uma panóplia de investigadores/as de várias geografias na Europa, e não só, entre os/as quais se encontra Iolanda Évora, nossa investigadora, que marcará presença na mesa redonda. A conferência será proferida em inglês. A entrada é livre, mas sujeita a registo prévio, que deverá ser endereçado a Geneviève Corbisier: This e-mail address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it

_ler+

 

Artigo de opinião de Luís Mah vaticina que a hegemonia americana na Ásia Oriental tem os dias contados

Num artigo de opinião publicado hoje (9-11-2017) no Público, Luís Mah analisa a relação diplomática entre os EUA e a Ásia Oriental. Para o especialista em Política Internacional e nosso investigador, a anunciada viagem de dez dias de Trump a Tóquio, Seul, Pequim, Danang (Vietnam) e Manila poderia ser a janela de oportunidade para contrariar as impressões de uma 'má' presidência norte-americana na região. No entanto, o facto de Trump, logo após ter assumido a presidência, ter retirado os EUA do acordo que daria lugar à maior área mundial de comércio livre - a Parceria Transpacífico, e os seus comentários indelicados no Twitter para com o seu homologo norte-coreano, podem ter comprometido de forma irreversível as relações comerciais com a Ásia Oriental.

_ler artigo na íntegra aqui.

 

20 NOV 2017 | Conferência "Aquele Outro Mundo que é o Mundo"

Conferência "Aquele Outro Mundo que é o Mundo" realiza-se dia 20 de novembro 2017, das 14h30 às 16h30, na Fundação Calouste Gulbenkian. O historiador mauritano Abderrahmane N'Gaide é um dos convidados deste ano, que vem reflectir sobre hiatos na comunicação e distorções nas representações entre a Europa e África. A conferência é uma iniciativa da Associação para a Cooperação Entre os Povos (ACEP), do Centro de Estudos sobre África, Ásia e América Latina (CEsA-ISEG/ULisboa), do Centro de Estudos Interdisciplinares do Século XX (CEIS20) e da Associação Coolpolitics, com o apoio da Fundação Calouste Gulbenkian.

_ler+

 

13-20 NOV 2017 | Expo “The Game”, de Mario Badagliacca, patente na Fundação Calouste Gulbenkian

(Foto: MB, Grooving Lampedusa)

“The Game” é o título da exposição de Mario Badagliacca, um dos vencedores da Bolsa de Criação Jornalística sobre Desenvolvimento 2017, promovida pela ACEP, CEsA e Centro de Estudos Interdisciplinares do Séc. XX, com apoio da FCG, que estará patente nesta Fundação (Ed. Principal) de 13 a 20 de novembro 2017. "The game" ou o jogo é expressão conhecida dos/as que experimentam a perigosa viagem pela Rota dos Balcãs, dos/as que arriscam a vida a atravessar a fronteira. Enquanto fotografo documental, Mario Badagliacca produz imagens que nos fazem pensar problemáticas contemporâneas, em particular o estigma dos deslocados do mundo em busca de asilo, cuja vidas estão em jogo.

_visitar a página de MB aqui.

 

A OCDE divulga o Development Co-operation Report 2017 – Data for Development

A edição de 2017 do Development Co-operation Report – Data for Development da OCDE foi preparada sob a direcção de Jorge Moreira da Silva, director geral de desenvolvimento e cooperação da OCDE. Este relatório disponibiliza informação estatística actual e fidedigna de cerca de 100 países, de várias regiões e níveis de desenvolvimento. Esta produção estatística é uma das missões primordiais da OCDE, que visam informar os processos de concepção de políticas para o desenvolvimento que contribuam directamente para a melhoria das condições de vida das pessoas.

_aceder à publicação aqui.

 

28 NOV 2017 | World Humanitarian Action Forum (WHAF)

O Fórum Mundial de Acção Humanitária (WHAF) é um evento de um dia organizado por várias organizações humanitárias, tais como o LSE – Department for International Development da London School of Economics e o ODI – Overseas Development Institute, que pretende ser fórum para o diálogo e a acção sobre o sector humanitário. O WHAF está organizado em mesas redondas no sentido de estimular a colaboração e o trabalho de parceria sobre as questões-chave do sector. A entrada é livre. O período de registo está a decorrer até 10 de novembro de 2017.

_ler+