NOVO WORKING PAPER CEsA/CSG FEV 2018 | PORTUGAL AND THE EURO, de António MENDONÇA

O WP 166, da autoria de António MENDONÇA, está dividido em duas partes. A primeira parte desenvolve uma análise comparativa entre Portugal e Espanha - países ibéricos em situação semelhante - para compreender a fase da integração económica na Europa, de como sofreram a crise internacional de 2007-2008 e seus efeitos a partir de alguns indicadores macroeconómicos como a produção e emprego, investimento, contas externas, saldos orçamentais e dívidas governamentais. Comparando igualmente este desempenho com o desempenho económico médio da Europa, com o fito de compreender qual país segue o "caminho europeu". A segunda parte centra-se na questão da crise do euro, com o desígnio de contribuir para a discussão em torno do papel e eficácia do Euro como variável no reajustamento interno, não só na pré-criação das melhores condições para a economia europeia responder aos processos de crise cíclica e estrutural, mas também em termos de lidar com a evolução do processo de crise real que explode na Europa em 2007-2008, a que originou a chamada "crise da dívida soberana" que afectou profundamente as economias mais frágeis, como foram os casos de Portugal e Espanha.

_descarregar o WP aqui.

 

O Relatório Human Rights Watch divulgado ontem (18 jan/18) alerta para o retrocesso da afirmação dos direitos humanos em consequência da ascensão do populismo autoritário no mundo

Na sua 27ª revisão anual das práticas de direitos humanos em todo o mundo, a Human Rights Watch resume as principais questões relacionadas com os direitos humanos em mais de 90 países e territórios em todo o mundo, com base em eventos entre 2015 e novembro de 2016. Neste relatório, Kenneth Roth, o director executivo da Human Rights Watch, alerta para a ascensão do populismo do mundo, em particular critica as políticas de direitos humanos de Trump, afirmando que este é "talvez o maior perigo hoje para o futuro da democracia no ocidente". Diz também que, outros, como o russo Vladimir Putin, o turco Recep Tayyip Erdoğan, Abdel Fattah al-Sisi do Egipto e o Bashar al-Assad da Síria, parecem encorajados em prosseguir um caminho repressivo fomentado por esse aumento do populismo e pela resposta silenciosa do ocidente. Este assalto global aos direitos humanos, diz Roth, exige uma acção "forte de reafirmação e defesa” dos valores mais básicos, onde os meios de comunicação social tradicionais e novos média, a sociedade civil (organizações não governamentais) e os partidos políticos desempenham um papel fundamental.

_descarregar relatório aqui.

 

17 ABR 2018 | 8th Annual International Symposium on Human Trafficking and Migrant Smuggling

Com o objectivo de estreitar a cooperação entre organizações que trabalham o desenvolvimento de políticas de combate ao tráfico de seres humanos e escravização, o Public Policy Exchange UK, organiza, a 17 de abril de 2018, em Bruxelas, o 8th Annual International Symposium on Human Trafficking and Migrant Smuggling. Este simpósio ocorre num momento em que o tráfico de seres humanos aumentou significativamente. Apesar da Directiva da UE 2011/36 e a Estratégia da UE para a Erradicação do Tráfico de Seres Humanos (2012-2016) terem servido, nos últimos anos, como orientação para a implementação de meios eficazes para prevenir o tráfico, proteger as vítimas e perseguir os traficantes, a Comissão Europeia emitiu um comunicado sobre a necessidade de intensificação dos esforços pela implementação de um conjunto de acções concertadas com vista à erradicação do tráfico e escravização de seres humanos.

_ler+

 

11-12 JUN 2018 | 17th Nordic conference on development economics 2018 - Call for papers

A Aalto University School of Business, University of Tampere, e United Nations University World Institute for Development Economics Research (UNU-WIDER) em colaboração com a Nordic Network in Development Economics organizam, de 11 a 12 de junho de 2018, a 17th Nordic Conference in Development Economics, em Helsinkia, Finlandia. São esperadas submissões de papers em qualquer domínio da Economia do Desenvolvimento de investigadores oriundos de países nórdicos ou outros. O período de submissão foi alargado até 18 de março de 2018.

_ler+

 

5-6 JUL 2018 | 4th International Symposium of the Dakar Institute of African Studies | Bridging the Gap: Black Studies Across Social, Geographical, Epistemic, and Linguistic Lines - Call for papers

Há cinquenta anos, em 1968, estudantes minoritários dos Estados Unidos, empoderados pelos movimentos dos Direitos Civis e seu corolário, o Movimento do Poder Negro, organizou sit-ins e demonstrações exigindo um currículo mais diversificado em nome da democratização da produção do conhecimento. Esses protestos levaram à criação dos primeiros departamentos de Black Studies em muitas instituições académicas nos Estados Unidos. Meio século decorrido, estudos da perspectiva de povos afrodescendentes, culturas e experiências existenciais desenvolveram-se em todo o mundo e produziram algumas das obras mais inovadoras e intelectualmente estimulantes da academia. Com o objectivo de criar elos entre diferentes áreas no quadro dos Black Studies, o Fourth International Symposium of the Dakar Institute, em colaboração com a Universidade Cheikh Anta Diop (UCAD), o West African Research Center (WARC) e a Universidade of the West Indies, Mona, organizam o 4th International Symposium of the Dakar Institute of African Studies: Bridging the Gap: Black Studies Across Social, Geographical, Epistemic, and Linguistic Lines em Dakar, Senegal, nos dias 5-6 de julho de 2018. A call for papers encontra-se aberta até 1 de março de 2018.

_ler+

 

NOVO WORKING PAPER CEsA/CSG JAN 2018 | THE CONTEXT OF CONFLICT RESOLUTION - INTERNATIONAL RELATIONS AND THE STUDY OF PEACE AND CONFLICT, de Ricardo Real P. SOUSA

O WP 164, da autoria de Ricardo Real P. SOUSA, faz uma breve revisão de quase um século de pensamento académico em Relações Internacionais (RI) relativamente à Paz e Conflito e suas ligações às abordagens de Resolução de Conflitos. O quadro de análise é baseado na definição de ciência, o que se estuda e como se estuda, que delimita a análise pelos quatro debates em RI: desde 1919 até à década de 1940, o debate entre o idealismo e o realismo; na década de 1950 e 1960, o debate entre o tradicionalismo e o behaviorismo; na década de 1970 e 1980, o debate inter-paradigmático, e; desde a década de 1990, o debate entre racionalistas e reflexivistas. O surgimento e desenvolvimento de todas estas teorias e abordagens é contextualizado historicamente juntamente com os desenvolvimentos ocorridos nas abordagens de Resolução de Conflitos.

_descarregar o WP aqui.

 

NOVO WORKING PAPER CEsA/CSG JAN 2018 | PORTUGAL – CRISIS AND RESTRUCTURING, de Maria SOUSA GALITO

O WP 165, da autoria de Maria SOUSA GALITO, propõe uma abordagem no âmbito da economia política e das relações internacionais. Começa por analisar os principais indicadores macroeconómicos portugueses nos últimos anos, levando em consideração as fragilidades internas e o grau de dependência externa. Depois avalia a evolução nacional num palco globalizado. Listam-se os principais desafios atuais do ponto de vista geopolítico e geoeconómico e as dificuldades em enfrentá-los. Mas, também, se testa a hipótese de Portugal estar a inverter a tendência de crise e de perda de credibilidade, enquanto segue pelo caminho da reestruturação e apresentam-se algumas explicações para o fenómeno.

_descarregar o WP aqui.

 

Working Paper EBA, Dezembro 2017: Analytical framework for portfolio analyses of Swedish development cooperation, de Annika Nilsson & Johanna Lindgren Garcia, cria método para avaliar a ajuda ao desenvolvimento Sueca em países como Moçambique

O Expert Group for Aid Studies (EBA), um comité governamental sueco especialmente mandatado para avaliar a ajuda ao desenvolvimento sueca, publica um importante working-paper sobre um modelo geral para a análise da Cooperação Bilateral para o Desenvolvimento Sueca, nomeadamente em Moçambique. Segundo o método “capacidade para o desenvolvimento”, Moçambique detém 41% de capacidade para melhorar as suas competências para o desenvolvimento.

_ler+