Carlos Castel-Branco entrevistado pela STV sobre a Dívida Moçambicana: Vídeo disponível!

Por ocasião da Conferência IESE, ocorrida passado dia 18 setembro 2017 (em Maputo, Moçambique), Carlos Castel-Branco, investigador do IESE/CEsA e professor do ISEG, deu uma entrevista à estação Moçambicana, STV, onde abordou a economia política, com ênfase na questão da dívida do país. Assista ao broadcast (não editado) da entrevista, aqui.

 

Escola de Verão "Todos à Mesa": a coerência de políticas para uma alimentação sustentável em debate no ISEG

Debateu-se, passado dia 22 setembro 2017, no ISEG, num evento organizado pela FEC (Fundação Fé e Cooperação), em parceria com o CEsA, entre outros, a coerência de políticas para uma alimentação sustentável, o objectivo 2 da Agenda de Desenvolvimento 2030. O painel da abertura foi composto por Susana Reféga, directora executiva da FEC, Gonçalo Teles Gomes, vice-director do Instituto Camões, e Jorge Moreira da silva, director geral de desenvolvimento e cooperação OCDE, que abordou num plano 180º a cooperação portuguesa e internacional com projecção para o futuro próximo.

 

The Commitment to Development Index 2017

O Center for Global Development publica The Commitment to Development Index (CDI), que classifica 27 dos países mais ricos do mundo, examinando em que medida as suas políticas ajudam a espalhar a prosperidade global para o mundo em desenvolvimento. O CDI analisa as políticas destes 27 países em sete áreas principais: ajuda, finanças, tecnologia, meio ambiente, comércio, segurança e migração. Estes indicadores estão ajustados ao tamanho e à prosperidade económica, verificando-se que a riqueza de um país não é determinante dos seus resultados. Os países mais ricos – representados pelos G7 – situam-se no ranking entre a posição 14 e 26. Na República Checa, Hungria, Polónia e República Eslovaca, a média do rendimento por pessoa é cerca de metade do rendimento auferido nos EUA. Portugal, que ocupa a posição 6, apresenta um bom desempenho na maioria dos componentes, apesar de ser menos próspero do que muitos países do CDI. Pelo que se conclui que o design de políticas inteligentes não depende apenas da condição de prosperidade do país. Consulte esta e as outras conclusões deste index, aqui.

 

NOVO WORKING PAPER CEsA/CSG SET 2017 | BOKO HARAM - OS TALIBAN DA NIGÉRIA, de Maria Sousa GALITO

O WP 157, da autoria de Maria Sousa GALITO, avalia as principais características, propósitos, apoios financeiros e logísticos, e parcerias estratégicas em torno do grupo Boko Haram. Este grupo consta da lista de grupos terroristas da ONU, do Reino Unido e dos EUA. É um grupo violento de origem nigeriana responsável por atentados com elevadas causas materiais e humanas.

_aceder ao WP aqui.

 

04 OUT 2017 | 17th International Economic Forum on Africa

Com foco no tema do empreendedorismo e industrialização em África, a African Union Commission e a Organisation for Economic Co-operation and Development (OCDE), em parceria com a French Development Agency, organizam a 4 de outubro de 2017, em Paris, o 17th International Economic Forum on Africa. Questões como quais os actores principais?, que tipo de programas devem ser projectados?, que tipos de parceira serão necessárias?, qual o perfil dos empresários e como se implementa a industrialização em África através de programas de empreendedorismo? nortearão o debate. O registo no evento ficará disponível brevemente.

_ler+

 

“Guerra de palavras” entre Pyongyang e Washington: Luís Mah em entrevista ao RFI

Na sequência da Coreia do Norte ter anunciado, este domingo (3 setembro 2017), que detonou uma Bomba H, defendendo que esta pode ser colocada na ogiva de um míssil intercontinental, em entrevista dada ao RFI, Luís Mah, especialista em Política Internacional e nosso membro, considera que a mais recente provocação do regime de Kim Jong-un e a resposta de Donald Trump vão resumir-se a uma “guerra de palavras … por enquanto”, alertando que o mundo “tem que ter medo dos dois”, sobretudo do presidente norte-americano.

_assista ao podcast aqui.

 

Call for papers aberta em permanência para o East Asian Economic Review (EAER)

O EAER aceita em permanência artigos que reflictam perspectivas interdisciplinares em economia internacional. O EAER é um jornal de acesso gratuito publicado pelo KIEP (Korea Institute for International Economic Policy), um think-tank financiado pelo governo coreano. O jornal visa facilitar a compreensão em torno de todas as questões pertinentes às diversas economias da Ásia Oriental através da publicação de análises rigorosas por especialistas de renome no campo, fornecendo análises empíricas e sugestões políticas sobre as boas práticas das economias da região. Os tópicos abrangidos são: comércio e investimento; integração económica; finanças internacionais; cooperação monetária internacional; cooperação económica bilateral e multilateral entre países da Ásia Oriental; e, cooperação Económica internacional para a unificação da Coreia.

_descarregar o último número aqui.

 

A OIM e a Agência da Migração da ONU lançam novo website para rastrear migrantes/refugiados/requerentes de asilo desaparecidos

A OIM e a Agência de Migração da ONU lançam o seu novo site do Projeto "Missing Migrants Data", com mais informação e dados comparativos. Este projecto acompanha os números dos migrantes desaparecidos, incluindo refugiados e requerentes de asilo, que morreram ou desapareceram enquanto migraram para um destino internacional, recolhidos junto de autoridades nacionais, como guardas costeiras, registos médicos, relatórios dos media, ONGs e entrevista feitas a sobreviventes de naufrágios.

_aceder ao website aqui.

 

EADI disponibiliza resumo online da conferência EADI NORDIC 2017: "Globalisation at the Crossroads: Rethinking Inequalities and Boundaries”

Em agosto passado (21-23), em Bergen, Noruega, aconteceu a conferência do EADI (European Association of Development Research and Training Institutes), com o tema “Globalisation at the Crossroads: Rethinking Inequalities and Boundaries”. O CEsA esteve representado pelo Luís Mah, que co-apresentou o painel “Beyond ODA: A Critical Analysis of post-2015 Finance for Development”. O EADI disponibiliza agora um resumo do evento, com os artigos, galeria de fotos, comentários do Twitter e o livestreaming, para quem não esteve presente e tem interesse nos assuntos abordados.

_ler+

 

In Memoriam: Professor Armando Trigo de Abreu

É com pesar que o CEsA informa do falecimento, passado dia 18 de setembro 2017, de Armando Trigo de Abreu, antigo professor e fundador, com Mário Murteira e Franz Heimer, do Centro de Estudos Africanos no ISCTE/IUL, investigador do Instituto Gulbenkian de Ciência e desempenhou importantes funções na área de gestão da ciência e do ensino superior. De 2005 a 2009, foi chefe de gabinete do Ministro da Ciência José Mariano Gago e presidente da comissão executiva das Jornadas Nacionais de Investigação Científica e Tecnológica organizadas pela JNICT, designação anterior da FCT, aquando da formalização do Programa Mobilizador de Ciência e Tecnologia que muito contribuiu para o desenvolvimento de ciência em Portugal. O CEsA apresenta respeitosas condolências à família e amigos.