>Em Moçambique, a AIDGLOBAL dinamizou um projecto de construção de um furo de água hídrico cujo principal objectivo é servir cerca de 250 pessoas. Desde o início da sua actuação em Moçambique, a organização tem privilegiado o trabalho na área do acesso ao livro e à informação e da promoção da leitura, crente da sua importância para o desenvolvimento das comunidades e a superação do ciclo da pobreza. Foi responsável, desde 2006, pela entrega de 15.739 livros em seis diferentes bibliotecas, pela formação de recursos humanos em técnicas de catalogação e pelo equipamento de quatro dessas bibliotecas com computadores e impressoras. A sua actuação tem sido realizada essencialmente nos municípios de Xai-Xai e Chibuto, através do apetrechamento de bibliotecas e fonotecas, e de projectos de info-inclusão, através da formação em novas tecnologias. Tem também em curso o projecto Mulheres do Chimundo Unidas para o Trabalho e para a Saúde que visa reduzir os níveis de pobreza e de dependência de 30 mulheres do Bairro do Chimundo, em situação de grande vulnerabilidade social, através de actividades geradoras de rendimento e da disseminação de informação sobre VIH/SIDA, seus impactos na empregabilidade e a sua interligação com a nutrição e a segurança alimentar. > >Em 2009, dinamizou o seu primeiro projecto de Voluntariado para a Cooperação de curta duração, sob o lema “Nyumba-Kaya é o Mundo”, ou seja, “A Casa é o Mundo” (http://nyumbakaya2009.blogspot.com/), para acompanhamento de projectos de Educação nos municípios onde intervém. > >Recentemente, a AIDGLOBAL ganhou um concurso lançado pela UNESCO no âmbito do programa CapEFA – Desenvolvimento de Capacidades no contexto da Educação para Todos em Moçambique, onde terá de implementar um projecto-piloto sobre a introdução de Bibliotecas Itinerantes no programa de Alfabetização e Educação de Adultos. O principal objectivo, deste programa que termina em Fevereiro de 2011, é criar ambientes propícios à literacia em 10 comunidades seleccionadas, através da capacitação em gestão de bibliotecas, promoção da leitura e mobilização de recursos bibliográficos e criação de bibliotecas itinerantes. > >Este programa surge no seguimento de diversas acções que a AIDGLOBAL tem levado a cabo em Moçambique como o projecto “Um passaporte para a leitura” para a criação de uma rede de bibliotecas e incentivo à leitura na província de Gaza, ou a capacitação do Centro Comunitário de Chimundo de forma a melhorar o acesso à educação daquela comunidade. > >A partir das experiências de promoção da educação levadas a cabo em Moçambique, a AIDGLOBAL foi convidada a intervir na Ilha de Santiago, assinalando o início de uma relação de cooperação com Cabo Verde. > >Através do programa “Embaixadores da leitura”, a organização incentiva a população portuguesa a apoiar a criação e equipamento das bibliotecas de Moçambique, através de donativos. Na área do voluntariado, a AIDGLOBAL promoveu, em 2010, a primeira edição do projecto “TU – Voluntário”, que alia o turismo comunitário e responsável com o voluntariado. > >No que diz respeito às fontes de financiamento, a AIDGLOBAL conta com o apoio de várias empresas ao abrigo da lei do mecenato, além de parcerias com a Casa Pia de Lisboa e a Câmara Municipal de Loures. Também o IPAD – Instituto Português de Apoio ao Desenvolvimento é umas das instituições financiadores, bem como outras instituições de Cooperação Internacional. Os relatórios de actividades e contas dos últimos anos são facilmente acedíveis no site da instituição, bem como o relatório de actividades do ano decorrente. > >######CONTACTOS > > >Rua de Moscavide, 4.71 > >1998-011 Lisboa > >Telefone e Fax: (+351) 218 946 028 > >Telemóvel: (+351) 960 486 838 > >E-mail: [geral@aidglobal.org](mailto:geral@aidglobal.org 'markdown') > >Site: [www.aidglobal.org](http://www.aidglobal.org/ 'markdown')" /> AIDGLOBAL – Acção e Integração para o Desenvolvimento Global | Glossary

Existem 300 Termos neste glossario. novo termo
Todos a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z
entradas
artigo
palavras chave: Educação para o Desenvolvimento, Cooperação, Moçambique, voluntariado

A AIDGLOBAL surge de uma experiência de voluntariado em Moçambique, no Orfanato das Irmãs de Nossa Senhora da Encarnação, em Conhane, no qual foi dinamizada uma ludoteca, em Agosto de 2005. Inspirada por esta experiência, foi constituída como ONGD pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE), com sede em Loures, que se caracteriza por ser um espaço aberto e dinâmico, congregando diferentes recursos e meios oriundos da conjugação de esforços de pessoas singulares, de individualidades e ainda de instituições públicas e privadas. Em Dezembro de 2008 foi reconhecida como ONG pelo MNE de Moçambique, o que lhe permitiu criar uma delegação no país, inaugurada em Julho de 2009.

A actuação da AIDGLOBAL na sua relação com os distintos agentes envolvidos na/com a organização, rege-se pelo respeito pela diversidade, cultura e valores dos indivíduos e comunidades beneficiárias dos projectos, pelo conhecimento das realidades e diagnóstico participativo das necessidades e pela promoção do trabalho em rede e estabelecimento de parcerias assentes no envolvimento, capacitação e responsabilização. No relacionamento com os doadores, pauta-se pelo rigor e transparência na utilização dos fundos e pela disponibilização de informações sobre a forma de aplicação dos donativos.

Tem como objectivo promover diferentes formas de acção e de integração nas áreas de Cooperação para o Desenvolvimento, Educação para o Desenvolvimento e Voluntariado, visando o bem-estar das populações e a promoção de uma cidadania global, justa e inclusiva, em Portugal e nos países lusófonos.

PROJECTOS

No que diz respeito à Cooperação para o Desenvolvimento, a AIDGLOBAL lançou em 2007 uma campanha de recolha de bens, para enviar para o Orfanato "Casa Emanuel", na Guiné-Bissau, tendo resultado na recolha de cerca de 100 volumes com material escolar, de higiene e mobiliário. Um ano mais tarde, no âmbito do projecto de recolha de livros para equipar a primeira Biblioteca Municipal da Cidade de Xai-Xai, foi possível contribuir com livros técnicos para a biblioteca da Universidade Colinas de Boé.

Em Moçambique, a AIDGLOBAL dinamizou um projecto de construção de um furo de água hídrico cujo principal objectivo é servir cerca de 250 pessoas. Desde o início da sua actuação em Moçambique, a organização tem privilegiado o trabalho na área do acesso ao livro e à informação e da promoção da leitura, crente da sua importância para o desenvolvimento das comunidades e a superação do ciclo da pobreza. Foi responsável, desde 2006, pela entrega de 15.739 livros em seis diferentes bibliotecas, pela formação de recursos humanos em técnicas de catalogação e pelo equipamento de quatro dessas bibliotecas com computadores e impressoras. A sua actuação tem sido realizada essencialmente nos municípios de Xai-Xai e Chibuto, através do apetrechamento de bibliotecas e fonotecas, e de projectos de info-inclusão, através da formação em novas tecnologias. Tem também em curso o projecto Mulheres do Chimundo Unidas para o Trabalho e para a Saúde que visa reduzir os níveis de pobreza e de dependência de 30 mulheres do Bairro do Chimundo, em situação de grande vulnerabilidade social, através de actividades geradoras de rendimento e da disseminação de informação sobre VIH/SIDA, seus impactos na empregabilidade e a sua interligação com a nutrição e a segurança alimentar.

Em 2009, dinamizou o seu primeiro projecto de Voluntariado para a Cooperação de curta duração, sob o lema “Nyumba-Kaya é o Mundo”, ou seja, “A Casa é o Mundo” (http://nyumbakaya2009.blogspot.com/), para acompanhamento de projectos de Educação nos municípios onde intervém.

Recentemente, a AIDGLOBAL ganhou um concurso lançado pela UNESCO no âmbito do programa CapEFA – Desenvolvimento de Capacidades no contexto da Educação para Todos em Moçambique, onde terá de implementar um projecto-piloto sobre a introdução de Bibliotecas Itinerantes no programa de Alfabetização e Educação de Adultos. O principal objectivo, deste programa que termina em Fevereiro de 2011, é criar ambientes propícios à literacia em 10 comunidades seleccionadas, através da capacitação em gestão de bibliotecas, promoção da leitura e mobilização de recursos bibliográficos e criação de bibliotecas itinerantes.

Este programa surge no seguimento de diversas acções que a AIDGLOBAL tem levado a cabo em Moçambique como o projecto “Um passaporte para a leitura” para a criação de uma rede de bibliotecas e incentivo à leitura na província de Gaza, ou a capacitação do Centro Comunitário de Chimundo de forma a melhorar o acesso à educação daquela comunidade.

A partir das experiências de promoção da educação levadas a cabo em Moçambique, a AIDGLOBAL foi convidada a intervir na Ilha de Santiago, assinalando o início de uma relação de cooperação com Cabo Verde.

Através do programa “Embaixadores da leitura”, a organização incentiva a população portuguesa a apoiar a criação e equipamento das bibliotecas de Moçambique, através de donativos. Na área do voluntariado, a AIDGLOBAL promoveu, em 2010, a primeira edição do projecto “TU – Voluntário”, que alia o turismo comunitário e responsável com o voluntariado.

No que diz respeito às fontes de financiamento, a AIDGLOBAL conta com o apoio de várias empresas ao abrigo da lei do mecenato, além de parcerias com a Casa Pia de Lisboa e a Câmara Municipal de Loures. Também o IPAD – Instituto Português de Apoio ao Desenvolvimento é umas das instituições financiadores, bem como outras instituições de Cooperação Internacional. Os relatórios de actividades e contas dos últimos anos são facilmente acedíveis no site da instituição, bem como o relatório de actividades do ano decorrente.

CONTACTOS

Rua de Moscavide, 4.71

1998-011 Lisboa

Telefone e Fax: (+351) 218 946 028

Telemóvel: (+351) 960 486 838

E-mail: geral@aidglobal.org

Site: www.aidglobal.org

regulamento