Existem 300 Termos neste glossario. novo termo
Todos a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z
entradas
artigo
palavras chave: teatro, intervenção social

O GTO LX – Grupo de Teatro do Oprimido é ONGD empenhada em estimular a participação activa e consciente dos cidadãos na construção da sociedade. Desta forma, trabalha directamente com populações desfavorecidas, formando grupos de Teatro Fórum que criam espectáculos a partir de situações reais por si vividas, e que são, posteriormente, apresentados à comunidade.

No Teatro Fórum o espectador é estimulado a entrar em cena para improvisar, como protagonista, soluções alternativas ao problema encenado.

A comunidade é assim envolvida de forma directa e activa na análise, discussão e exploração de estratégias de actuação perante problemas comuns, provocando a consciência comunitária e a participação cidadã.

A metodologia do Teatro do Oprimido foi desenvolvida por Augusto Boal no Brasil, em meados da década de 60, e é hoje praticada em mais de 70 países. Trata-se uma metodologia e uma prática teatral cujo objectivo é a democratização do teatro como uma ferramenta capaz de provocar o empowerment dos participantes, através da análise e teatralização da realidade e modos de conduta dos sujeitos.

PROJECTOS

O GTO LX desenvolve a Rede Multiplica, uma rede de grupos de Teatro do Oprimido do GTO LX que, formados e certificados pela associação, usam a metodologia para intervir nas suas comunidade. A rede abrange mais de 10 grupos activos em diversos pontos do país, constituídos por populações tão diferentes como jovens em risco, público escolar, mães adolescentes, mulheres, idosos, doentes mentais, imigrantes ou repatriados.

Além de acompanhar o processo de empowerment dos grupos, desde a sua mobilização até à autonomia, o GTO LX promove regularmente encontros, festivais e formações que possibilitam a partilha de experiências entre os diversos grupos da rede.

Na área da formação, o GTO LX implementa a técnica de Teatro Fórum como ferramenta de promoção do empowerment individual e comunitário, através de sessões de formação contínua. Além disso, a associação promove também formações pontuais sobre as técnicas do Teatro do Oprimido para os mais diversos públicos, nomeadamente técnicos sociais, formadores e público em geral.

Anualmente, o GTO LX trabalha directamente com cerca de 12 grupos de Teatro Fórum, cria 16 novos espectáculos, chegando a mais de 2500 espectadores provenientes de comunidades desfavorecidas, tratando temas que lhes tocam directamente e envolvendo-os activamente na resolução dos mesmos.

Os principais financiadores da associação são a CIG – Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género, o POPH – Programa Operacional de Potencial Humano, o QREN – Quadro de Referencia Estratégico Nacional, a UE – União Europeia, o ACIDI – Alto Comissariado para a Imigração e Dialogo Intercultural, entre outros.

Os relatórios de actividades e contas não se encontram online para consulta.

CONTACTOS

Travessa do Corpo Santo n.º 21, 2.º

1200-131 Lisboa

Telefone: (+351) 213 476 319 / (+351) 968 474 613

E-mail: geral@gtolx.org

Site: www.gtolx.org

NOTA

Informação ainda não confirmada pela instituição

regulamento