Ásia Oriental
Boletim trimestral de informação económica sobre a Ásia Oriental
vol. 2; nº 4; 4º Trimestre/1998 (Out.); ÚLTIMA EDIÇÃO

(continuação)

Macau - FICHA INFORMATIVA DA ECONOMIA


Situação política

Ainda que com um significado bem diferente daquele para que a expressão foi criada, bem se pode dizer que em Macau "a luta continua"... contra as tríades. E como na química, a toda a acção corresponde uma reacção... Resultado: vários feridos com menor ou maior gravidade na explosão de novas bombas que, pela forma como foram preparadas --- para atingir fundamental-mente a polícia --, mereceu do Governador do Território a classificação de actos de terrorismo. O que sob o ponto de vista jurídico não é indiferente.

Notícias recentes sempre difíceis de confirmar dão conta de um crescente (e espera-se que sincero e eficaz) envolvimento da China no combate às tríades e seus elementos.

Entretanto, continua a intensificar-se o processo de "localização" (transferência de direcção dos serviços públicos, aos mais diversos níveis, para cidadãos chineses residentes em Macau ou para macaenses).



Situação económica

A situação económica de Hong Kong --- uma descida de cerca de 5% no seu PIB --- não podia deixar de se reflectir em Macau, tal a interligação entre as duas economias. Por isso, não admira que se sinta no Território um ambiente económico pouco propício apesar de alguns sinais encorajadores em sectores tão importantes como o turismo e a construção.

Entretanto, o Secretário-Adjunto para Coordenação Económica, Dr. Vítor Pessoa, mostrou-se esperançado em que a retoma da economia de Macau comece a ser mais nítida em meados de 1999, provavelmente "à boleia" da melhoria que se espera para Hong Kong.

Produção

As chegadas de turistas --- a maior parte são os jogadores que alimentam os casinos do Território e que são provenientes de Hong Kong --- aumentaram em Agosto deste ano, relativamente ao mesmo mês de 1997, em 30,8%. Isto contribuiu para um aumento da taxa de ocupação dos hotéis para os 58,9%, a mais elevada desde Março do ano passado. A taxa de ocupação acumulada para os primeiros oito meses deste ano sofreu, no entanto, apenas uma muito ligeira melhoria face ao mesmo período de 1997: de 51,6% para 51,8%.

Registe-se que esta evolução se deu num quadro de redução em quase 16% dos rendimentos do jogo.

Por outro lado, o sector da construção civil também dá alguns sinais de começar alguma recuperação, com a área a iniciar construção a aumentar em cerca de 12% durante os primeiros sete meses de 1998.

A nota mais negativa quanto à situação económica vem do lado da taxa de desemprego: é agora (Jun-Ago/98) de 5,1%, quando no período Fev-Abr/98 era de 3,6%.

Isto levou as autoridades a adoptar uma política de maior controlo dos trabalhadores não-residentes.



Comércio internacional

Comparativamente ao mesmo período de 1997, as exportações registaram uma ligeira baixa durante os primeiros sete meses deste ano (-2%). As importações, por sua vez, diminuíram cerca de 8%. O resultado foi um saldo comercial de +60 milhões de USD quando no ano passado foi de -13 milhões.



Inflação

A média da inflação nos

últimos doze meses foi de 1,54% (Agosto/98) e a inflação no final de Agosto comparativamente ao mesmo mês do ano anterior foi de -0,51%.

Estes valores estão de acordo com a menor pressão da procura que se sente numa época de crise económica (e de confiança no futuro da economia) como a presente.



Moeda

A oferta de M2 aumentou para 82,2 biliões de MOP. Esta subida está relacionada com o aumento de 1,9 biliões de MOP nos activos externos líquidos: em Agosto deste ano eles totalizavam MOP 47,7 biliões.



Taxas de juro

Depois da subida das taxas de juro em Agosto passado a par com igual subida em Hong Kong devido ao ataque especulativo contra o HKD, as taxas têm vindo a registar uma redução gradual. A taxa de juro dos depósitos a 3 meses é agora de 6%.



Taxa de câmbio

O casamento entre a MOP e o HKD e consequentes oscila-ções em relação ao USD parece ser mesmo "até que a morte os separe". A relação entre a MOP e o PTE é agora de cerca de PTE 21$00/MOP.



Reservas cambiais

As reservas são actualmente de 2,5 biliões de USD.

Início do Boletim | Comentário | Breves | Mercado | Lições da crise | Topo desta página
China | Hong Kong | Taiwan | Coreia | Malásia | Singapura | Tailândia | Índia


Quaisquer comentários a esta webpage devem ser dirigidos a:
António M. de Almeida Serra ( aserra@iseg.utl.pt)

Copyright © CEsA , 1998
Última versão: 15 de Outubro de 1998