Ásia Oriental
Boletim trimestral de informação económica sobre a Ásia Oriental
vol. 2; nº 4; 4º Trimestre/1998 (Out.); ÚLTIMA EDIÇÃO

Edição do CEsA - Centro de Estudos sobre África e do Desenvolvimento

(continuação)

Taiwan - FICHA INFORMATIVA DO PAÍS



Situação política

A grande novidade é o retomar das conversações, agora ao mais alto nível, entre Taiwan e a China Continental. Longe vão os tempos do "medir forças" no Estreito de Taiwan (Março/96)...

O caminho a percorrer será, no entanto, extremamente longo. De facto, o que está em causa é muito importante. É o caso da soberania (de Taiwan) e do sistema económico (segundo o modelo "um país, dois sistemas" utilizado em Hong Kong).

Sob o ponto de vista estritamente interno, o KMT (Kuomintang), o partido no poder desde 1949, parece estar a perder terreno para o Partido Democrata Progressista.



Situação económica

De uma forma que não pode deixar de causar alguma admiração, o país tem conseguido manter-se como um autêntico "paraíso" no mar encapelado da crise asiática. Ou não será um autêntico "paraíso" taxas (previsões) de 5,2% de crescimento do PIB em 1998 e de 5,5% e de 6% nos dois próximos anos? Há, no entanto, estimativas mais pessimistas que apontam para um crescimento em 1999 de apenas 2% provocada por uma queda mais significativa das exportações para os USA e a China continental.

Para a manutenção de uma taxa apreciável de crescimento --- embora menor que os 6,8% de 1997 --- tem contribuído a qualidade da gestão macro-económica do país --- desde sempre reconhecida ---- e o facto de ele estar relativamente protegido dos fluxos de capitais de curto prazo ---- por "coincidência" (...), a mesma situação da China e da Índia, os países da região que conseguiram escapar do "vendaval"que a tem percorrido desde há mais de um ano.

Não se pense, no entanto, que tudo é um "mar de rosas". A verdade é que o desemprego tem aumentado e que as exportações também defrontam algumas dificuldades pois a procura dos Estados Unidos começa a abrandar e a da China continental vai pelo mesmo caminho.

Produção

O abrandamento da economia tem atingido principalmente os sectores mais orientados para a exportação, nomeadamente o da electrónica, em que parece existir uma sobre-capacidade instalada na região.

A manutenção de uma taxa de crescimento elevada dependerá, igualmente, do sucesso da política de expansão de infra-estruturas que tem vindo a ser adoptada para amortecer os efeitos da crise.



Comércio internacional

As exportações registarão, entre 1997 e 1998 (neste caso trata-se de previsões com base no seu comportamento até ao momento), uma queda de cerca de 12 biliões de USD (10% do valor de 1997). Como as importações têm sido inferiores às exportações e registarão uma queda de cerca de 8 biliões de USD entre os dois anos referidos, o saldo da balança comercial deverá ser de cerca de 10 biliões de USD, gerando um saldo da Balança de Transacções Correntes de cerca de +5 biliões.



Inflação

A taxa de inflação anual para o período Abr-Jun/98 foi de 1,7%. Isto significa que, muito provavel-mente, a taxa que havia sido prevista para 1998 (2,5%) não será atingida.

Moeda

Em Junho deste ano a taxa de variação da oferta de moeda foi de 8,1% em relação ao mesmo mês do ano passado. Esta é uma taxa muito próxima da que se tem verificado desde há vários meses.

Note-se, porém, que a política monetária tem sido no sentido de aumentar a liquidez da economia de modo a evitar dificuldades a muitas empresas do país que, por serem de média dimensão, estão mais dependentes da liquidez que lhes é fornecida pelo sistema bancário. A falta desta significa dificuldades acrescidas para estas empresas e... desemprego.



Taxas de juro

A prime rate é actualmente de 7,475%, só muito ligeiramente abaixo da registada no último trimestre e que era de 7,6%.



Taxa de câmbio

Em meados deste mês a taxa de câmbio do TWD era de 32,95/USD. Isto, que corres-ponde a uma apreciação face ao trimestre anterior, equivale a cerca de PTE 5$00/TWD.



Reservas cambiais

Em Julho passado as reservas eram de 83,6 biliões de USD, ligeiramente menos que em Maio passado.

Início do Boletim | Comentário | Breves | Mercado | Lições da crise | Topo desta página
China | Macau | Hong Kong | Coreia | Malásia | Singapura | Tailândia | Índia


Quaisquer comentários a esta webpage devem ser dirigidos a:
António M. de Almeida Serra ( aserra@iseg.utl.pt)

Copyright © CEsA, 199
Última versão: 15 de Outubro de 1998